• Gente Movida
    por Desafios

Tony Cledison A. Silva Ferreira

Técnico de Segurança do Trabalho • SE • 5 ANOS

Admitido pela primeira vez em 20 de Novembro de 2006, comecei a escrever minha história dentro da Espiral. Iniciei como ajudante de montagem de andaimes, tendo meu primeiro contato com a área industrial, onde até então só conhecia na teoria. Já na época fazia o curso técnico de Segurança do Trabalho, era difícil conciliar os estudos com o trabalho, devido a morar em um município do interior, trabalhar em uma outra cidade e estudar na Capital, acordando as 04:30h da manhã para ir trabalhar e do trabalho ir para os estudos chegando em casa as 00:00h da manhã, repetindo essa rotina diariamente, sem falar do cansaço derivado das atividades diárias da função na Empresa.

Em pouco mais de 1 ano e 4 meses nessa rotina, fui classificado para montador de andaimes, persistindo em meus objetivos: concluir o Curso Técnico e crescer profissionalmente. Confesso que devido às várias dificuldades pensei em desistir por alguns momentos ou dos estudos ou do trabalho, mais graças a algumas pessoas entre amigos, familiares e pessoas de dentro da Empresa, conseguia me reerguer para continuar a seguir em frente, vencendo os desafios colocados.

Foram pouco mais de 2 anos atuando na função de montador de andaimes até ser classificado para a função de encarregado de montagem, durante todo esse tempo pude aprender muito sobre essa engenharia estrutural (andaimes) tanto na parte prática como na teórica. Dentro deste mesmo período consegui concluir o Curso Técnico de Segurança do Trabalho, um dos objetivos atingidos, contudo até então não surgira uma oportunidade para minha atuação nesta função dentro da Espiral, foi quando em meados de 2010 houve uma baixa nas demandas dentro da Espiral e recebi um convite de outra empresa da mesma Obra na função de Técnico de Segurança.

Assim sendo, deixei a Espiral e de imediato comecei na função de Técnico em outra Empresa. Foram aproximadamente 4 anos distante da Espiral até aceitar um convite para retornar para ela, só que dessa vez atuando como Técnico de Segurança. Sendo assim, aqui estou já há pouco mais de 5 anos entre encontros e desencontros continuando minha história dentro da Espiral onde iniciei como Ajudante de Montagem de Andaime e evolui pessoalmente como também profissionalmente até Técnico de Segurança, atuando de forma onde ambos continuamos a vencer desafios, crescendo e desenvolvendo dentro do nosso ramo de atividade.

Priscila Nascimento

Supervisora de Contratos • SP • 3 ANOS

Toda mudança é um presente para nosso desenvolvimento pessoal porque, o que nos tira da zona de conforto, nos desafia e o que nos desafia nos fortalece e nos faz crescer.

No final de 2015 eu passei pela experiência de perder algo que considerava importante para mim, fui demitida de uma empresa que trabalhava há 11 anos, mas eu não imaginava que isso fosse abrir espaço para que coisas melhores pudessem acontecer, não esperava que 2016 me traria tantas coisas boas, uma dessas coisas foi conhecer o Leandro que me deu a oportunidade de trabalhar com ele na Espiral, sem nunca ter me visto antes, sem saber nada a meu respeito. E hoje, posso dizer que fazer parte da Espiral trouxe uma grande mudança em minha rotina, através desta mudança aprendi muitas coisas, conheci novas pessoas, novos lugares, uma nova porta se abriu me deixando mais perto de onde eu quero estar.

Antes da Espiral eu não queria sair da minha zona de conforto, era prisioneira da conformidade, hoje eu consigo ir mais além e perceber que há experiências nos esperando lá fora. Ao sair da zona de conforto temos facilidade em lidar com o inesperado, viver novas e enriquecedoras experiências, desenvolver novas habilidades, superar nossos limites e ampliar nossa visão e maneira de ver o mundo. Confesso que das vezes que precisei sair da minha zona de conforto, não foram por escolha minha, mas posso dizer que foram as melhores coisas que aconteceram na minha vida.

Uma das experiências em trabalhar na Espiral que vou levar comigo para a vida é a de que ela me fez dar de cara com os meus medos, não vou citar quais são porque para algumas pessoas são coisas insignificantes, mas estas pequenas coisas tiveram mudanças muito significativas para mim, através destas pequenas coisas eu posso dizer que ainda tenho muito o que aprender, mas estou pronta para encarar qualquer desafio, porque eu aprendi a encarar os meus medos. Aqui a vida me ensinou que o medo nos paralisa, eu sei que ele sempre vai existir, mas não podemos permitir que este sentimento tenha controle sobre as nossas vidas e as nossas emoções.

Creio que todas as pessoas têm um vasto potencial. A maior parte delas é capaz de realizar coisas extraordinárias, se tiver a confiança necessária e assumir os riscos.